segunda-feira, 2 de junho de 2008

O tempo nosso de cada dia

Escrevi um texto com o mesmo título faz algum tempo. Lembro-me que foi logo após o aniversário do Werbston. Naquela noite, resolvi ler uma música que ouvira dentro do ônibus e que mexeu muito comigo. Por vezes isso acontece!
Abro parêntese...
De vez em quando me pego fazendo as contas do tempo. A última vez que vi as pesquisas do IBGE sobre a expectativa de vida dos brasileiros e brasileiras foi em 2006: a média nacional era de 71,9 anos; enquanto a média da região Nordeste era de 69 anos. No Sul: 74,2 anos; no Sudeste: 73,5 anos; no Centro-Oeste: 73,2 anos; e no Norte: 71 anos.
E para essa problemática tentava a "solucionática" de Moisés: "Ensina-me ó Deus a contar os meus dias para que eu alcance um coração sábio."
E fazia as contas...
Nasci em 1974. Pela média nacional, viveria (1974 + 71,9) até 2046, aproximadamente. Pela média do Nordeste, viveria (1974 + 69) até 2043. Assim:
Até 2046: 34 anos x 365 dias = 12.410 dias vividos.
2046 - 2008 = 38 anos a viver ou 38 anos x 365 dias = 13.870 dias a viver.
Se contados os anos bissextos temos de 1974 a 2004 mais 8 dias. Assim, os dias vividos passariam para 12.418 dias. De 2008 a 2046 temos mais 12 dias. Os dias a viver passariam para 13.882.
Paranóia constantemente confrontada pela Metanóia! Por isso não vou fazer as contas se fosse viver até 2043. Fecho parêntese.
Estávamos, os homens, num círculo na sala de estar, enquando as "meninas" também se organizaram num dos quartos.
O papo cabeça estava a mil por hora! Todos falavam. E lá pelas tantas, resolvi fazer uma pergunta:
"Posso ler uma coisa pra vocês?" - Perguntei meio receoso, achando que ia falar besteira.
"Diz lá, cara!"- Respondeu o Werbston, o anfitrião e aniversariante, o que me deixou muito à vontade.
Foi aí que eu abri minha agenda e comecei a ler:

"Devia ter amado mais, ter chorado mais
Ter visto o sol nascer
Devia ter arriscado mais e até errado mais
Ter feito o que eu queria fazer
Queria ter aceitado as pessoas como elas são
Cada um sabe a alegria e a dor que traz no coração
O acaso vai me proteger
Enquanto eu andar distraído
O acaso vai me proteger
Enquanto eu andar
Devia ter complicado menos, trabalhado menos
Ter visto o sol se pôr
Devia ter me importado menos com problemas pequenos
Ter morrido de amor
Queria ter aceitado a vida como ela é
A cada um cabe alegrias e a tristeza que vier
O acaso vai me proteger
Enquanto eu andar distraído
O acaso vai me proteger
Enquanto eu andar".
("Epitáfio", Sérgio Britto)

Não sei os outros, mais teve um deles que bebeu junto comigo da essência dessa letra. Pude ver nos olhos dele! São em ocasiões como esta que podemos dizer: "ganhei o dia! Ufa! Não tô ficando doido!".
Toda vez que me pego na tentativa (e porque não dizer tentação!) de contar o tempo com o rigor "cartesiano" fecho os meus olhos e me vem à mente aquele dia...
Posso ver todos ali sentados em círculo. Posso ouvir minha voz e as batidas apressadas do meu coração.
Quero encerrar este texto com uma expressão que vi no filme "Sociedade dos Poetas Mortos" e no site do Rubem Alves: "Carpe Diem", que quer dizer "aproveite o dia"; "colha o dia". Colha o dia como se fosse um fruto maduro que amanhã estará podre. A vida não pode ser economizada para amanhã. Acontece sempre no presente.

Abração!
"PaZ para os Irmãos!"




7 comentários:

daniellyson disse...

Bom dia,

Obrigado por nos agraciar com uma leitura tão interessante.Em particular, ela foi a minha primeira leitura do dia 3/6/08, um ótimo texto para iniciar mais um dia de luta e conquista .

Vou assimilar e refletir bastante a respeito do texto, pois ele nos leva a introspecção no sentido restrito da palavra.

Abraços.

PIXEL disse...

GRANDE WENDEL
Interessante esse texto sobre tempo
as vezes nos preocupamos muito, com o q vai ocorrer amanha e nao aproveitamos o dia.“Não vos inquieteis, pelo dia de amanhã, basta a cada dia o seu mal”.

Se conseguimos colocar na pratica com certeza teriamos dias mais interessantes.
grande abraço e fica na paz de jah

Jackie Kauffman disse...

Querido Wendel,
Tb costumo contabilizar o tempo... e às vezes isso me tras um sentimento de urgência muito gde.....Urgência em ensinar, em aprender, em celebrar e em continuar vivendo.... Cada dia, cada minuto.. Como diz a letra da música: amando mais, vendo mais o sol nascer. Belo texto.

D.Cosmo disse...

É mesmo essa letra é um estímulo a tentar tirar mais proveito do dia que é o que se deve fazer sempre!
É foda quando as pessoas se acomodam e quando se dão conta mais tarde ja perderam muita coisa...
vlw! Wendel
abraçooo

Wendel Cavalcante disse...

Daniellyson, Pixel e Diego: fico feliz por contribuir no processo de reflexão de vocês!
Jack, valeu pela dica de o que fazer no tempo!
Abração pra vocês!

Allison Ambrosio disse...

Quero aproveitar esse tempo para celebrar você e essa sua cabeça privilegiada! Só lamento o tempo que perdi em não ter aproveitado mais a sua companhia!

Com um carinho cada vez mais reverente,

Allison.

Vladimir disse...

Meu caro, aceitei o seu convite e fiquei feliz com o que vi em seu blog. Parabéns. Um grande abraço