domingo, 15 de junho de 2008

Dom Quixote

IMPRESSÃO DIGITAL

Os meus olhos são uns olhos,
e é com esses olhos uns
que eu vejo no mundo escolhos,
onde outros, com outros olhos,
não vêem escolhos nenhuns.
.
Quem diz escolhos, diz flores!
De tudo o mesmo se diz!
Onde uns vêem luto e dores,
uns outros descobrem cores
do mais formoso matiz
.
Pelas ruas e estradas
onde passa tanta gente,
uns vêem pedras pisadas,
mas outros gnomos e fadas
num halo resplandecente!!
.
Inútil seguir vizinhos,
querer ser depois ou ser antes.
Cada um é seus caminhos!
Onde Sancho vê moinhos,
D.Quixote vê gigantes.
.
Vê moinhos? São moinhos!
Vê gigantes? São gigantes!"
.
António Gedeão, in Movimento Perpétuo

3 comentários:

ansof7 disse...

"A razão da sem-razão que à minha razão se faz, de tal maneira a minha razão enfraquece que com razão me queixo de vossa formosura" (Feliciano da Silva)

Trexo usado por Cervantes...

Camilla Lima. disse...

Muito bom...

lucas301 disse...

bastante pertinente a figura com o texto ... rsrs
Nao precisa muita imaginação pra ver muita coisa .. massa !!
valheu !!