terça-feira, 9 de dezembro de 2008

O que quer dizer cativar?


Essa é uma pergunta que vira e mexe me faço com frequência.
Mas, segundo a raposa, cativar significa criar laços. É ter necessidade um do outro.
E ela completa: "Mas se tu me cativas, minha vida será como que cheia de sol. Conhecerei o barulho de passos que será diferente dos outros. Os outros me fazem entrar debaixo da terra.
O teu me chamará para fora como música".
E a raposa pede: Por favor, cativa-me!
E qual é a nossa resposta... igual a do principezinho: "Bem quisera, mas eu não tenho tempo. Tenho amigos a descobrir e mundos a conhecer".
Mas a raposa insiste: "A gente só conhece bem as coisas que cativou. Os homens não tem tempo de conhecer coisa alguma. Compram tudo prontinho nas lojas. Mas como não existem lojas de amigos, os homens não têm mais amigos. Se tu queres uma amiga, cativa-me!
Os homens esqueceram a verdade, disse a raposa.
Mas tu não a deves esquecer. Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas".
E após um longo diálogo entre o principezinho e a raposa, temos algumas pistas a serem seguidas:

=> Paciência mais que a linguagem. "A linguagem é uma fonte de mal entendidos".

=> O rito "é o que faz com que um dia seja diferente dos outros dias; uma hora, das outras horas. Se tu vens, por exemplo, às quatro da tarde, desde as três eu começarei a ser feliz. Mas se tu vens a qualquer momento, nunca saberei a hora de preparar o coração..."

=> Querer e deixar-se cativar: "Assim o principezinho cativou a raposa. Mas, quando chegou a hora da partida, a raposa disse:

- Ah! Eu vou chorar.

- A culpa é tua, disse o principezinho, eu não queria te fazer mal; mas tu quiseste que eu te cativasse...

- Quis, disse a raposa".

=> "Só se vê bem com o coração. O essencial é invisível para os olhos". Esse é um dos grandes segredos da vida: gastar tempo nos nossos relacionamentos. Lição importante que não devemos esquecer: " Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas".

Não esperemos 2009 chegar!

Baixemos nós as pontes levadiças dos nossos castelos e fortalezas ao som do mais tímido e simples Toc-tOc-toC.

Cativemos e deixemo-nos cativar!

Abração a tod@s!


(Adaptado de "O Pequeno Príncipe", de Antoine de Saint-Exupéry)

17 comentários:

anso rodrigues disse...

...
axo q naum preciso falar nada!

bequinha disse...

Muito bom!!! =)

D.Cosmo disse...

É mais feliz aquele que cativa!e se deixa tambem
Nao vejo o q pode se perder com isso.

Paulinha disse...

Sempre que lembro das lições desse livro sei o quanto agimos errado diariamente... Bela escolha de mensagem!!!
Deus te abençoe!

Thais disse...

O livro..sem igual!As adaptações: execelente!

Elton disse...

tempo...um grande aliado ou um grande inimigo???
é um dos requisitos de quem deseja cativa alguém; gastamos tempo com aquilo que é importante?!?! Cativar é necessário!!! texto maravilhoso!!!

Iago disse...

Grande Wendel..
bendita Hora que resolveu fazer isso aki!!
Gaste mais tempo com isso ok?!
hehe!!
um abraço!

Lucas Queiroz disse...

Pontuou o cerne da vida ...

Marília disse...

ia perguntar como você tinha me achado, mas acabo de achar a resposta. : )

Srta. Maay. =} disse...

Muuito boom, realmente voc' tirou o essêncial do liivro, Paz &' beem!

Pastora disse...

Esta é uma daquelas peças que se fundem connosco e passam a habitar-nos.
Ainda hoje não sei bem "cativar" e ainda estou a aprender a fazẽ-lo! Simultaneamente a precisarmos de tempo para cativar e para viver, temos a cabeça cheia do nosso projecto de vir a ser, que nos empurra para a frente, para o cumprirmos, o tal projecto de ser. Que estranhos seres somos! Tanto queremos ser, que raramente somos, estamos sempre de partida, como o príncipe, para sermos outra coisa.
Mas um príncipe é sempre bom, mesmo que por pouco tempo, pois no fundo não nos perdemos, apenas ficamos longe. E...longe, "Não há longe nem Distância" você também deve conhecer.
Pastora

Jackie Kauffman disse...

Precisamos cativar e nos deixar ser cativados..... Como faz diferença em nossas vidas. A sensibilidade das tuas palavras me cativam.

sandra disse...

=> "Só se vê bem com o coração. O essencial é invisível para os olhos".

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Wendel Cavalcante disse...

Removi os três últimos comentários, que, além de anônimos, não contribuíam com nada para a construção desse espaço!