terça-feira, 3 de maio de 2011

Deixemos de coisa, cuidemos da vida.

"Que eu ainda sou bem moço para tanta tristeza
E deixemos de coisa, cuidemos da vida,
Pois se não chega a morte ou coisa parecida
E nos arrasta moço, sem ter visto a vida". 
(Canteiros, Cecília Meireles)

2 comentários:

Facundo disse...

Mestre Wendel! Saudades de vc meu querido! E aí, quando a gente vai se ver pra tu me contar como foi o encontro lá no Maranhão?
Abraço Raboni!!!

Diego Cosmo disse...

E. Apesar do pesares temos que cuidar da nossa vida também!