terça-feira, 1 de dezembro de 2009

O saber


"O saber deve ser como um rio, cujas águas doces, grossas, copiosas, transbordem do indivíduo, e se espraiem, estancando a sede dos outros. Sem um fim social, o saber será a maior das futilidades." (Gilberto Freyre)

3 comentários:

Lucas Queiroz disse...

Bora lah Wendel, vamo produzir !! hehe
Compartilha o conhecimento aew .. rsrs

Valeu

Anso disse...

carajo!

D.Cosmo disse...

réé é nois! xD